ORQUIDÁRIO VALE DA PRATA

EMPORIUM ORCHID

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Mais umas pérolas que descobri conversando com amigos....

Bom, venho aqui lhes trazer mais uma pérola de descoberta, que, conversando com amigos, descobri que dá para fazer com nossas plantinhas maravilhosas:


Orquídeas rupícolas: Sulfato ferroso - (comprado em farmácias - barato), e ajuda nas orquídeas que necessitam de ferro para poder se desenvolver, fora pregos e parafusos enferrujados que podem ser colocados juntos nos substratos para uma ajudinha com as orquídeas que necessitam de ferro;


Todas as Orquídeas: Cloridrato de Tiamina (também comprado em farmácias - barato por sinal) mais conhecidos como Benerva, Nerven, Beneum, Beneroc, são vários nomes, o interessante é que o princípio ativo deste composto é a Vitamina B1, isto mesmo, Vitamina B1, usada por nós, seres humanos, é ministrado para o crescimento e enraizamento das orquídeas..... Melhor que os adubos que conhecemos, e também achamos mais fácil do que achar alguém que venda adubos.


Receita de como fabricar o seu enraizador:


1 ml de Beneroc contém Vitamina B1 (mononitrato de tiamina) - 5mg. 

1 Comprimido de Vitaum ou Benerva contém Vitamina B1 (cloridrato de tiamina) - 300mg. 



                                                                                                                  Usando o Vitaum ou Benerva: 


1 comprimido de 300mg / 750ml de água = 400mg de Cloridrato de tiamina por Litro de água. 

Usando o Beneroc: 
10 gotas / 1000ml de água = 2,5mg de Mononitrato de tiamina (quantidade aproximada, uns dizem 20gts = 1ml outros 32gts = 1ml). 

Testando o Cloridrato de Tiamina (Benerva, Beneroc) 300mg nas minhas orquídeas que estavam morrendo. São três plantas que ficaram praticamente sem raízes, porque o substrato estava muito úmido e essas apodreceram. É um enraizador eficiênte para a maior parte das plantas, pois funciona como um hormônio. Resolvendo testar e quem sabe salvar as pobres:
Orquídeas testadas: Coelogyne cristata; 2 híbridos sem identificação


O procedimento foi:

1 - Troca de vasos.
2- Usando 2 comprimidos de benerva macerados, diluídos em 1 litro de agua, produzi uma agua "batizada".
3 - Reguei as plantas com a água. (metade da garrafa).

Agora é esperar e ver se o enraizador vai funcionar e salvar as plantas. Após 2 a 3 semanas começam a soltar as novas raízes











AGORA AQUI POSTAREI UMAS DICAS QUE ACHEI INTERESSANTE E QUE ENCONTREI NO SITE DO ORQUIDÁRIO CUIABÁ!!!!!



Correta adubação nos proporciona boas florações!
Sempre fiquei intrigado visitando exposições de orquídeas, apreciando lindas e exuberantes flores, e minha planta em casa, sem a mesma beleza. Não podemos negar que a origem de um bom meristema de planta premiada, com certeza é fator componente desse resultado, mas não determinante, já que uma boa planta maltratada não produzirá a mesma bela floração daquela melhor cuidada.
O segredo para obter-se boas florações em nossas orquídeas está não só no zelo enquanto regas, luminosidade, ventilação, clima, controle de pragas e doenças, mas principalmente na adubação correta delas. Alguns segredos sobre como conseguem magníficas florações em suas plantas alguns orquidários ou orquidófilos profissionais nunca passam aos pobres mortais como eu e você que está comigo agora lendo esta matéria. Os primeiros, porque naturalmente têm interesse em vender mais e mais plantas aos amantes de orquídeas, e os segundos porque acham-se os detentores exclusivos dos segredos para não terem muita concorrência em exposições, ou apenas pra deleitarem no egoísmo de “a minha planta é a melhor…já a tua….é a tua!
Penso que agora isso cai por terra! Qualquer um pode ter plantas com florações lindíssimas e podendo concorrer de igual pra igual em beleza, forma e tudo mais.
DICA!
Alguns orquidófilos ortodoxos discordam do que exponho agora, mas escrevo na confiança e verdade de fazer uso do que se segue em meu orquidário e tenho tido excelentes florações em minhas orquídeas.
Não estou ganhando nada para dar os nomes dos produtos que adiante se seguem, mas tenho que dizer porque do contrário você não terá como fazer o que eu faço!
Compre um bom adubo para floração. No meu caso uso o PETERS com NPK 8-45-14. Compre tambémum frasco ou pacotinho refil de AJI-NO-MOTO puro (que nada mais é que glutamato monossódico natural cristalizado, extraido da cana de açúcar), e um frasco do complexo vitamínico B, o BENEROC Júnior líquido, da Bayer.
Você irá dissolver em 01 (um) litro de água, preferencialmente de cisterna ou mina (se não tiver, deixe a água da torneira encher um tanque ou na quantidade que precisar pra molhar suas plantas, deixando-a um dia para o outro para evaporação do excesso de cloro), a seguinte quantidade:
10 gotas de Beneroc – 01 colherzinha das de café (veja foto da colher sugerida como medida) do adubo para floração Peters 8-45-14 e uma colherzinha de café de aji-no-moto, agite bem.
Pulverize essa solução nas raizes e folhas de sua planta a cada 10 dias. Terá bons resultados na floração. A razão é simples. O complexo vitamínico B auxilia no fortalecimento das raizes da planta, justamente onde ela retira da umidade do ar os nutrientes que necessita. O glutamato monosódico do aji-no-moto é um aminoácido natural (
Esta dica é específica para adubação visando melhor floração de nossas orquídeas.  Entretanto existe a adubação para manutenção e aquela para crescimento.
De modo geral, para entendimento simples, a adubação de manutenção usamos normalmente em plantas adultas. Ela é balanceada em igualdade na combinação dos elementos químicos N-P-K (nitrogênio (N), fósforo (P)  e potássio (K) e podemos usá-la a cada 10 ou 15 dias, sempre sem exageros na dosagem, recomendando-se o uso do NPK 20-20-20 solúvel .  É mais comum encontrar no mercado de lojas de jardinagem ou agropecuário a formulação NPK 10-10-10, que pode ser usada normalmente e nem por isso aumentada a dose - mas lembre-se, indicada para manutenção porque  para floração é aquela acima descrita.
A adubação para crescimento  é aquela com maior teor de nitrogênio (N),  assim recomenda-se o NPK 30-10-10. Usamos essa adubação para plântulas novas ou em crescimento, e quando queremos garantir um bom enraizamento inicial, que ajudará posteriormente no melhor desenvolvimento geral da planta.
A adubação NPK 8-45-14, de acordo com instruções do fabricante é recomendada principalmente para “arranque de plantas debilitadas”. Particularmente prefiro usá-la para floração. Apesar do fabricante indicar para tal fim a formulação NPK 10-30-20. Esta formulação pode ser utilizada para floração - mas reitero, prefiro aquela mais fosfatada, na composição NPK 8-45-14.
Em qualquer dessas formulações, seja para crescimento (NPK 30-10-10), para manutenção (NPK 20-20-20 ou 10-10-10) ou floração (NPK 8-45-14 ou 10-30-20) pode-se fazer uso dos aditivos mencionados acima – glutamato monossódico e complexo B, na mesma proporção referenciada para floração. 
Evite usar diferentes tipos de adubo ao mesmo tempo, uma overdose pode ser fatal para sua planta. Assim, se você colocou recentemente no vaso de sua planta uma colher de torta de mamona misturada com farinha de osso ou de ostras, não poderá usar a adubação acima sugerida, pois o substrato de sua planta estará com toda uma composição de  adubo orgânico em processo de fermentação liberando vagarosamente doses de nitrogênio, fósforo e potássio, valendo essa recomendação para quem esteja usando o bokashi, que apresenta o mesmo processo, incluindo aqui aquele granulado chamado osmocote, de liberação superlenta.
Veja abaixo o gráfico da Indústria AJINOMOTO da produção de glutamato monossódico.
Comprovando o que disse, apresento esta foto (tirada na tarde de hoje, 25.05.2008) de minha linda Laeliacattleya Melody Fair “Carol” recém-florida e que tenho tratado nos últimos tempos com a solução acima!
Complementando o assunto sobre adubação, minha amiga orquidófila Katia Maria, de Niterói/RJ, participando de uma aula sobre adubação de orquídeas, ouviu do palestrante, um engenheiro agrônomo,  que “o adubo Peters é deficiente em Magnesio e Calcio e precisa ser complementado. Foi explicado também que em dias nublados não se deve adubar pois a planta não metaboliza e transforma em açúcar o que propicia a proliferação de cochonilhas. Que o silício auxilia no combate dos fungos e recomendou o uso de ROXIL.”

9 comentários:

  1. Parabens pela matéria. Vejo hoje que o processo de adubação é muito compléxo, 09-45-15 para enraizamento, segundo o fabricante, 30-10-10 tambem, produtos Peter com deficiencias de cálcio e magnésio, uns dizem que devem serem usados produtos com macrinutrientes, etc... sem contar com combate as pragas, são indicados vários produtos que combate varias pragas ao mesmo tempo. Atualmente li que a silica que é um dos elementos da "Aspirina" é um combatente de fungos e ajuda na floração.Aí é que eu deduzo o porque do estigma de que cultivar orquídea é difícil, pois não são só os entendidos que amam ou gostam de orquídeas. Vejo que com essa desarmonia, muitas das vezes o indivíduo que queira adubar bem as suas plantas, acaba matando-a, pois o mesmo para isso procuara informações em sites, e, cada um da uma dica diferente. Vi certa colocação nessa matéria que me deixou deleitante, pois até que emfim vi alguem expressar a realidade mais precisa de uma adubação.Parabens.

    ResponderExcluir
  2. posso usar somente os comprimidos de complexo B diluido com os adubos para raiz para fartalecer as raizes das minha orquideas

    ResponderExcluir
  3. Olá, meu nome é Márcio, moro no Guarujá.
    Ganhei de minha mãe uma muda de catléia que é de família, deve ter mais de 70 anos. Acho que ela não gostou do lugar em que a coloquei e estava feia.
    Resumindo, li algumas reportagens sobre Uti e resolvi fazer com um rizoma e três pseudo-bulbos. Estava indo tudo bem até que li que o rizoma não deveria ficar encostado com substrato úmido. Abri a Uti e puxei tudo para cima, como a folha não cabia, enrolei-a um pouco. Com certeza ela não gostou, mas como coloquei um pouco mais de água onde tinha dissolvido um comprimido complexo b, não sei se foi pelo mal jeito na folha ou pela água. De repente duas das folhas amarelaram, no ponto onde eu enrolei apodreceu, achei estranho, pois a outra era na verdade uma meia folha, que amarelou junto com a que eu mexi. O pior é que tem dois brotos lindos saindo, um com 1 cm , e outros com 3 cm, nos dois bulbos da frente. Também saiu uma raiz que esta com 2 cm, e embaixo do broto menor estão saindo outras duas raízes. Tirei tudo, limpei a Uti, esterilizei, troquei o substrato, fiz tudo de novo. Cortei os pedaços podres das folhas, mas deixei-as, amareladas mesmo. Sobrou uma verde ainda. Só que o amarelão está progredindo e descendo da folha. Acho que vai até atingir aquela parte do caule que entre a folha e o rizoma. Não lavei a planta com água sanitária com receio. Não sei se corto as folhas, ou os caules, se lavo, se deixo como está. Se puder me ajudar agradeço muito. Amei suas dicas. Como sou novato fiz umas besteiras. Tenho fotos, se me indicar onde posso mandá-las. Grato.

    ResponderExcluir
  4. eu sigo essa dica só adubo 10-10-10 aqui onde moro não encontro peters. mesmo assim faço a mistura cb 10-10-10 aji-.no- moto da ótimo resultado.

    ResponderExcluir
  5. Quanto tempo apos ter usado a torta de mamona posso colocar este adubo acima ?

    ResponderExcluir
  6. nao tou entendendo nadaa

    ResponderExcluir
  7. como er que acotece todo esse processo se as joias sai das otas ?
    beibe

    ResponderExcluir
  8. Como funciona o ajinomo e o beneroc com silicio fertfish, biofert, palha de arroz? Em um "orquidario" com varias especies e proprietaria aprendiz? Qual o melhor horario para pulverizar a agua? Construi um pergolado com sombrite 70 mas sem plastico. Não consigo estabelecer uma rotina de "trabalho" com minhas orquideas e percebo que algumas estão desidratando outras apresentam manchas nas folhas outras estão amareladas e não tenho floração.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a matéria; procurava adubo para minhas plantas e hortaliças. Gostaria de saber se posso usar esse indicado em plantas comuns.Bjs Patricia

    ResponderExcluir