ORQUIDÁRIO VALE DA PRATA

EMPORIUM ORCHID

sábado, 18 de setembro de 2010

Estimulação de gemas traseiras!






Uma matéria muito interessante para fazer com que suas orquídeas floresçam mais!
Devido ao grande interesse pelo tema, gostaria que os colegas orquidófilos, que forem pôr em prática esse sistema, que vá com moderação para não cometerem erros. Escolher uma planta barata, começar com uma gema do meio da touceira e esperar os resultados, não quero é que vocês saiam cortando todas as suas plantas. Esse processo deve ser iniciado de 20 a 30 dias após a queda das flores.

Material utilizado:
·         Serra metálica;
·         Sulfato de cobre.
Modo de fazer:
Localizar as gemas traseiras que estão vivas, iniciar o corte em “V” sem trespassar o rizoma da planta (sem cortar todo o rizoma), para estimular a brotação das gemas traseiras;
Iniciar o mesmo corte em “V” para as gemas intermediárias (gemas do meio – opcional que não precisa ser feito);
Colocar o sulfato de cobre sobre os cortes para a cicatrização e auxiliar a indução das novas gemas a brotarem, além de proteger contra pragas e doenças;
Utilizar algum adubo com alto teor de nitrogênio (N);
Manter essa adubação até as gemas começarem a brotar, e após isso, manter a adubação normal, quando os pseudobulbos estiverem adultos.
A proposta deste processo é fazer com que a metade da energia que a planta produz, fique na parte traseira, não vá para a parte da frente da planta, assim desta forma, provocando o crescimento de gemas que não iriam brotar se não fossem feitas divisões (os famosos cortes).

FOTOS DO PROCEDIMENTO:




2 comentários:

  1. Iran,
    Saudações! Ja fiz isso fazendo um furo e colocando nele um palito de dente.

    ResponderExcluir
  2. Grande Marcos Paulo, eu também já fiz este teste, para mim deu certo, e com você? Mande suas dúvidas que assim que puder eu responderei. Grato
    Iran

    ResponderExcluir